Terça-Feira, 24 de Janeiro de 2017

Como as startups estão revolucionando o (seu) turismo

entrepreneur-593378_960_720

Por Ana Carla Fonseca & Alejandro Castañé

 

Se você tem mais de 30 anos, vai se lembrar dos tempos em que a passagem aérea chegava impressa (e que agonia quando demorava!). Encontrar uma pechincha para o cliente exigia horas de garimpagem dos agentes de turismo, dar uma incerta na livraria para comprar guias de viagem era garantia de férias informadas e para saber qualquer coisa sobre um país (preciso tirar visto? E tomar vacina? Quando é feriado?), só mesmo ligando para o consulado. Hoje, tudo isso e mais um pouco é feito no dedilhar do teclado do computador. Buscar um destino para as próximas férias se converteu em uma avalanche de opções tão grande, que a dificuldade é escolher para onde ir.

Mas o impacto das tecnologias digitais no turismo vai muito além do voucher eletrônico e dos sites com dicas de viagem; é tão grande e acelerado que revolucionou o significado da palavra concorrência e deu origem a modelos de negócios completamente inimagináveis. Basta pensar que nomes como Booking, Trivago, Uber, Hotel Urbano, Trip Advisor, Airbnb e tantos outros já viraram verbete no dicionário coloquial de nossos dias. E prepare-se: vem muito mais por aí.

Que o diga Paris! De olho nos estimados 18 milhões de turistas que se renderam à cidade-luz em 2016 – e dispostos a fazer com que a capital francesa seja cada vez mais competitiva frente a Londres (que fica logo à sua frente) e Barcelona (um tantinho atrás) -, foi criado o Welcome City Lab. Trata-se de uma incubadora de 40 startups (aqueles empreendimentos que usam soluções digitais e têm potencial para ganhar escala) de turismo urbano.

Indo para o aeroporto ou para um hotel no centro e já pensando na facada que o estacionamento lhe custará? Com o www.travelercar.com você não só exclui essa despesa, como tem seu carro alugado durante a viagem, o que lhe rende um dinheirinho. Pensando em fazer um curso de desenho, gastronomia ou qualquer outra coisa, mas está sem dinheiro e adora conhecer gente nova? Bem-vindo ao turismo do escambo – ou  melhor, à plataforma on-line de “turismo interativo inovador” www.hestelp.fr. Com ela, você hospeda um turista perito justamente no que quer aprender – ele ganha o pouso e você, o curso.

Já em Nova York – outra meca de startups que ajudam o turista a se tornar um viajante da experiência – o aplicativo www.float.city oferece uma coleção de pequenos relatos sobre a arte, a arquitetura e a história da cidade, por meio de fatos esquecidos, controvérsias instigantes, segredos urbanos e até uma pitadinha de fofocas. Querendo visitar a cidade mas preocupado com a acessibilidade para cadeira de rodas? Nada tema! Com www.wheelyapp.com você tem um verdadeiro guia sobre o transporte público e os locais onde enfrentará (ou não) dificuldades, para que sua única preocupação seja curtir.

E há tanto mais: sites que ajudam a encontrar um cuidador de confiança para mimar seu melhor amigo durante a viagem, aplicativos que mostram em 3D o contexto de época dos quadros daquele museu imperdível, outros que salvam veganos de um jejum involuntário. O mundo das startups ligadas ao turismo só faz crescer – para o mundo ficar menor e seu mundo ficar maior.

 

Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

 
Topo